InícioBlogPortalFAQBuscarRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 O cavalo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Brankinho
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 147
Idade : 27
Localização : Palmares do Sul - RS
Reputação : 3
Pontos : 3547
Data de inscrição : 28/02/2008

MensagemAssunto: O cavalo   Dom Mar 09, 2008 1:42 am

Animal bonito e de exuberante imponência, o cavalo é o maior
companheiro do gaúcho. Nas lidas campeiras, ele é o senhor das
estâncias e a maior relíquia do peão posteiro.


Dicionário de pelagens


Alazão
cor de canela
Azulego um azul quase preto, entremeado de pintas brancas, produzindo um reflexo azulado
Baio cor de ouro desmaiado
Barroso cor branca amarelada; há diversas tonalidades: barroso claro, amarelo, fumaça
Bragado grandes manchas brancas pela barriga
Brasino vermelho com listras pretas ou quase pretas
Colorado cor vermelha
Jaguaré fio do lombo e ventre brancos, e os lados de cor preta ou vermelha
Lobuno escuro, tirante a cinzento
Malacara testa branca, com uma listra da mesma cor que desce até o focinho
Picaço animal preto com a cara, ou cara e pés, de cor branca
Pangaré tom vermelho-escuro ou mais ou menos amarelado, mostrando-se como que desbotado no focinho, no baixo-ventre e em algumas outras regiões
Rabicano animal que tem na cauda fios de cabelos Brancos
Ruano mais claro que alazão, tem cauda, crinas,orelhas e focinho de um amarelo esbranquiçado
Salino pêlo saplicado de pequeninas manchas brancas, vermelhas ou pretas
Tobiano escuro com grandes manchas, em geral brancas, formando grande contraste
Tordilho cor do tordo (sabiá), ou seja, fundo branco encardido salpicado de pequenas manchas mais ou menos negras
Tostado semelhante ao alazão, porém mais escuro
Zaino castanho escuro


Nome dado aos cavalos


Cavalo Gavião: é arisco e não se deixa pegar.
Cavalo Fogoso: é o cavalo explosivo, que pede freio; para amansá-lo, sugere-se colocá-lo em serviços monótonos.
Cavalo Tafoneiro: só atende para um lado.
Cavalo Aporreado: é chucro e de doma impraticável.
Cavalo Passarinheiro: é assustado, se assusta a cada movimento estranho.
Cavalo Pachola: cavalo faceiro, que desfila empinando-se.
Cavalo Rufilhão: cavalo mal castrado, que desfila como garanhão mas sem poder de fecundação.
Cavalo Cabano: tem duas orelhas caídas em forma de chapéu.
Cavalo Reiuno: cavalo sem marca que anda de mão em mão.

Encilha


Pode-se encilhar um cavalo para doma, para a tropeada, para o trabalho de campo, para uma festa, e cada vez a encilha terá modificações maiores. Algumas peças da encilha também podem variar de região para região, ficando ao gosto pessoal do campeiro.

1. Xergão ou baixeiro: é a primeira peça dos arreios que vai para o lombo do pingo, servindo de forro da encilha
2. Carona: é a peça retangular e irregular, com duas abas, sendo que para longas cavalgadas aconselha-se usar carona antiga, de sola lavrada.
3. Bastos: é a cela gauchesca.
4. Chincha: é a cilha que aperta e fixa os arreios.
5. Peiteira : também chamadas de peitoral, serve para impedir que os arreios corram para trás e que a encilha vá para as virilhas.
6. Rabicho: é uma alça que passa por baixo da cola do cavalo e está fixada na parte de trás dos bastos.
7. Pelegos: são peles de ovelha sovadas pelo uso, para amaciar a encilha.
8. Cochonilho: é um falso pelego tecido em tear, com fios de algodão ou de lã.
9. Badana: é uma peça retangular, irregular muito macia, que vai por cima dos pelegos.
10. Sobre-chincha: peça que está em desuso. Serve para apertar a pelegana e a badana.
11. Chinchão: é uma cinta em tamanho menor; mas muito forte e é o predileto dos laçadores.

Fonte:Via-RS
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://agoraerock.com
 
O cavalo
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» [Imagens] Bian de Cavalo Marinho
» [Imagens] Hagen de Merak
» Olá!
» [Loja] A Miniatura
» [Resultado]Torneio de Fotos Especial de Aniversário Guerra Galatica - Seiya Vs Geki

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Agora é Rock! :: Atávico Pampa :: Leitura :: Textos e outros-
Ir para: