InícioBlogPortalFAQBuscarRegistrar-seLogin

Compartilhe | 
 

 Tristeza do Infinito, por Cruz e Sousa

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Neide
Socio do fórum
Socio do fórum


Número de Mensagens : 203
Idade : 40
Localização : Santos - SP
Reputação : 0
Pontos : 3215
Data de inscrição : 04/08/2008

MensagemAssunto: Tristeza do Infinito, por Cruz e Sousa   Seg Mar 02, 2009 12:21 am



Provincia de Minho, Portugal, 1958
Foto by Edouard Boubat

Anda em mim, soturnamente,
uma tristeza ociosa,
sem objetivo, latente,
vaga, indecisa, medrosa.
Como ave torva e sem rumo,
ondula, vagueia, oscila
e sobe em nuvens de fumo
e na minh'alma se asila.

Uma tristeza que eu, mudo,
fico nela meditando
e meditando, por tudo
e em toda a parte sonhando.

Tristeza de não sei donde,
de não sei quando nem como...
flor mortal, que dentro esconde
sementes de um mago pomo.

Dessas tristezas incertas,
esparsas, indefinidas...
como almas vagas, desertas
no rumo eterno das vidas.

Tristeza sem causa forte,
diversa de outras tristezas,
nem da vida nem da morte
gerada nas correntezas...



Nazare, Portugal, 1956
Foto by Edouard Boubat

Tristeza de outros espaços,

de outros céus, de outras esferas,
de outros límpidos abraços,
de outras castas primaveras.

Dessas tristezas que vagam
com volúpias tão sombrias
que as nossas almas alagam
de estranhas melancolias.

Dessas tristezas sem fundo,
sem origens prolongadas,
sem saudades deste mundo,
sem noites, sem alvoradas.

Que principiam no sonho
e acabam na Realidade,
através do mar tristonho
desta absurda Imensidade.

Certa tristeza indizível,
abstrata, como se fosse
a grande alma do Sensível
magoada, mística, doce.

Ah! tristeza imponderável,
abismo, mistério, aflito,
torturante, formidável...
ah! tristeza do Infinito!


Voltar ao Topo Ir em baixo
http://enochhaym.blogspot.com
Mestre Splinter
Administrador
Administrador


Número de Mensagens : 319
Idade : 41
Localização : Pampa
Reputação : 0
Pontos : 3308
Data de inscrição : 28/02/2008

MensagemAssunto: Re: Tristeza do Infinito, por Cruz e Sousa   Seg Mar 02, 2009 1:20 am

Neide escreveu:
...

Dessas tristezas sem fundo,
sem origens prolongadas,
sem saudades deste mundo,
sem noites, sem alvoradas.

Que principiam no sonho
e acabam na Realidade,
através do mar tristonho
desta absurda Imensidade.

...



Sad ...triste, e belo... sublimes palavras do grande Cruz e Souza...

...gracias por mais este lindo post, corazón mio... sempre nos brinda com coisas muy fortes, mescladas à este teu dom formidável de escolher imagens perfeitas p'ra cada tema, cada ocasião...


...un beso en tu corazón... amigos2
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.agoraerock.com
 
Tristeza do Infinito, por Cruz e Sousa
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Sou apaixonada por ponto cruz
» Dúvidas sobre preços de ponto cruz e portes de envio
» Adoro a\magia do ponto cruz
» ponto cruz
» ola amigas do ponto de cruz

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Agora é Rock! :: Leitura :: Outros-
Ir para: